Comprar casa é mais caro em…

Lisboa continua a ser a cidade mais cara para viver.
07 Janeiro 2022

Setúbal é a terceira cidade do País onde os preços para comprar casa mais subiu. Em média, os preços subiram 15% em 2021, face ao ano anterior.



À frente, ficou apenas a cidade alentejana de Évora, onde os preços subiram 19,4%, e a cidade nortenha de Braga, onde os preços subiram 16%. Lisboa ficou-se por uma subida de 11,3% e Santarém por uma subida de 5,7%.

Os preços das casas em Portugal registaram um aumento de 8,3% em 2021, sendo que o valor médio para comprar uma habitação no país fixou-se nos 2.325 euros\m2, segundo os dados revelados pelo portal imobiliário “idealista”.

Olhando por regiões, a Região Autónoma da Madeira a lidera com a maior subida a nível nacional de 13,6%, seguida pela Área Metropolitana de Lisboa (10,9%), o Algarve (9,9%), o Alentejo (8,3%), o Centro (7,4%), o Norte (5,2%) e a Região Autónoma dos Açores (4,8%).



A Área Metropolitana de Lisboa, com 3.346 euros/m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (2.602 euros/m2), o Norte (1.929 euros/m2) e a Região Autónoma da Madeira (1.905 euros/m2).

Lisboa continua a liderar a lista de distritos onde é mais caro comprar casa (3.725 euros/m2), seguida por Faro (2.602 euros/m2), Porto (2.271 euros/m2), Setúbal (1.944 euros/m2), Ilha da Madeira (1.917 euros/m2), Aveiro (1.398 euros/m2), Porto Santo (1.381 euros/m2), Leiria (1.255 euros/m2), Braga (1.248 euros/m2) e Coimbra (1.228 euros/m2).

ÚLTIMAS

Share This