Conheça como o número de horas de sono afeta o seu cérebro

O estudo em questão mostra o quanto a quantidade de horas de sono pode impactar as funções cognitivas de idosos.
01 Setembro 2021

A pesquisa, publicada na revista JAMA Neurology, indica que, em adultos com mais de 70 anos, o número de horas que se dorme tem influência na saúde e operacionalidade do cérebro.

O estudo refere, à CNN, que as mudanças no sono, nesta faixa etária, estão relacionadas com sinais prematuros de demência e doença de Alzheimer, depressão e patologias cardíacas. Os investigadores, neste estudo, quiseram tentar perceber a ligação entre a duração do sono, fatores de cariz demográfico e de estilo de vida, função cognitiva subjectiva e objetiva e níveis de beta amilóide (fator na doença de Alzheimer).

Os voluntários que experienciaram um período de sono breve, leia-se de seis horas ou menos, teriam índices superiores de beta amilóide, algo que aumenta a probabilidade de demência futura, quando em comparação com os voluntários que relatam dormir entre sete a oitos horas.

Para acrescer ao facto, os idosos com défice de sono registam também um desempenho moderado a bastante pior nos testes realizados para avaliar habilidades cognitivas.

Joe Winer, o principal autor do trabalho, refere que “a principal lição é que é importante manter um sono saudável no final da vida” e que para “além disso, tanto as pessoas que dormem muito pouco quanto as que dormem demais tiveram maior índice de massa corporal e mais sintomas depressivos”.

ÚLTIMAS

Share This