Corvos que apanham as beatas do chão?

A iniciativa prevê economizar cerca de 75 por cento dos custos de limpeza relativos à recolha de beatas.
02 Fevereiro 2022

Em Södertälje, na Suécia, uma start up encontrou um aliado improvável na luta contra as pontas de cigarro que muitos fumadores continuam a atirar para o chão, que suja ruas e praças um pouco por todo o mundo.  Estamos a falar de um corvo, o animal selvagem que se destaca pela sua plumagem negra.



Reduzir os custos com os trabalhos de limpeza é o principal objetivo desta iniciativa da Corvid Cleaning, que não podia funcionar de forma mais simples: cada vez que as aves depositam uma beata num dos repositórios construídos para o efeito, recebem comida como recompensa.

Segundo o fundador da empresa, citado pelo “The Guardian”, os corvos “participam voluntariamente” e o seu trabalho pode estar na origem de uma poupança de, aproximadamente, 75 por cento dos custos inerentes à recolha de pontas de cigarros na cidade.


“Atualmente, a estimativa para o custo de apanhar pontas de cigarro é de cerca de 80 öre [troco sueco, cerca de 10,50 euros] ou mais por ponta de cigarro, e há quem estime duas coroas. Se os corvos as apanharem, o valor baixaria para 20 öre (cerca de 2,70 euros). O valor que o município consegue poupar depende do número de pontas de cigarro que os corvos recolhem”, disse Christian Günther-Hanssen.

Um estudo referido pelo jornal britânico, refere que os corvos da Nova Caledônia são uma das aves mais inteligentes do mundo animal, com um raciocínio comparável ao de uma criança humana de sete anos, levou a espécie a ser escolhida para o projeto. “São mais fáceis de ensinar e a probabilidade de aprenderem uns com os outros é mais elevada. Ao mesmo tempo, o risco de comerem lixo por engano é menor”, contou o empresário.


Hoje em dia, está em marcha um projeto-piloto de pequena escala que antecede o alargamento da iniciativa a outros locais. Tomas Thernström, gestor de resíduos do município de Södertälje, referiu que o potencial da ideia depende do financiamento, mas “seria interessante” ver se funcionaria noutros ambientes.

São atiradas nas ruas da Suécia mais de mil milhões de beatas anualmente, o que equivale a 62% do lixo total, segundo dados recolhidos pela  Fundação Keep Sweden Tidy. O investimento de Södertälje na limpeza das ruas ronda os 20 milhões de coroas suecas (cerca de 191 milhões de euros).

ÚLTIMAS

Share This