João Rendeiro | Segunda autópsia volta a confirmar suicídio na cadeia

A primeira autópsia aconteceu em Durban, na África do Sul, quatro dias depois da morte do antigo líder do BPP.
06 Junho 2022

Depois de a família de João Rendeiro ter pedido uma segunda autópsia, já tendo uma sido realizada na África do Sul, por considerar que poderia existir envolvimento de terceiros na morte do mesmo, a perícia médico legal confirmou a tese de suicídio. A informação foi apurada pela CMTV junto do Instituto de Medicina Legal, em Lisboa.

A primeira autópsia aconteceu em Durban, na África do Sul, quatro dias depois da morte do antigo líder do BPP.


João Rendeiro, de 69 anos, foi encontrado morto a 13 de maio, no estabelecimento prisional de Westville, cerca de seis meses depois de ser preso. O suicídio terá ocorrido depois de as celas terem sido trancadas, motivo que descarta a eventualidade de um crime. 



O dia seguinte à sua morte seria marcado pelo julgamento relativo ao processo de extradição para Portugal. O antigo banqueiro estava preso por ter fugido à justiça portuguesa, tendo sido detido na África do Sul. A 17 de dezembro foi presente a juiz que o colocou em prisão preventiva no estabelecimento prisional de Westville.

ÚLTIMAS

Share This