Não há mais recolhimento obrigatório. Conheça as novas medidas

António Costa apresentou, esta quinta-feira, o fim de algumas medidas restritivas.
30 Julho 2021

O primeiro-ministro, em anúncio nesta quinta-feira, deu-nos as novas medidades para o desconfinamento.

Estas medidas serão implementadas, não a nível de concelho mas sim, a nível nacional. O Governo definiu, então, três datas para a “libertação de um modo progressivo e gradual”.

São elas:

  • Todo o comércio, a restauração e os espetáculos culturais passam a ter horários normais (com limite das 02h00), obedecendo sempre às regras da Direção-Geral da Saúde;
  • Fim do recolher obrigatório às 23 horas;
  • Teletrabalho passa de obrigatório para recomendado, quando as atividades o permitam;
  • Casamentos e baptizados com lotação de 50%;
  • Espectáculos culturais com 66% da lotação;
  • Eventos desportivos com público (regras a definir pela DGS);
  • Bares e discotecas continuam encerrados. Festas, romarias e outras festividades continuam proibidas.

No entanto, o certificado digital covid ou teste negativo serão exigidos para:

  • Viagens por via aérea ou marítima;
    Entrar em estabelecimentos turísticos e alojamento local;
    Entrar em restaurantes, ao fim-de-semana e feriados;
    Ginásios, para aulas de grupo;
    Termas e spas;
    Casinos e bingos;
    Eventos culturais, desportivos ou corporativos para mais 1000 pessoas (em ambiente aberto) ou 500 pessoas (em ambiente fechado);
    Casamentos e batizados com mais de dez pessoas
Share This