Revelados abusos sexuais “horrendos” pela Igreja Católica

Os números traduzem 1350 crianças e 164 adultos que relataram ter sofrido abusos, maioritariamente sexuais.
01 Fevereiro 2022

Um relatório da Igreja Católica neozelandesa dá conta de milhares de alegações de abusos sexuais de crianças e adultos vulneráveis desde os anos 1950 em diferentes instituições.



A escala dos abusos, foram considerados “horrendos”, cometidos pelo clero e outros religiosos.

Os números traduzem 1350 crianças e 164 adultos que relataram ter sofrido abusos, maioritariamente sexuais, sendo cometidos principalmente em instalações educativas ou lares residenciais.

De acordo com o jornal Público, 75% dos abusos ocorreram antes da década de 1990.



Os dados fazem parte de um relatório preparado pela Igreja na Nova Zelândia para a comissão governamental criada em 2018 pela primeira-ministra, Jacinda Ardern, para investigar abusos dentro das instituições do país.



O cardeal John Dew, presidente da Conferência dos Bispos Católicos da Nova Zelândia, disse numa declaração que estes dados eram “horríveis”. “Algo de que nos envergonhamos profundamente”, disse o responsável católico.

ÚLTIMAS

Share This