São José Lapa critica Abrunhosa contra Putin: “A minha voz NÃO é a tua”

O concerto de Pedro Abrunhosa, em Águeda, no início deste mês, continua a gerar polémica, depois de o cantor abordar a guerra na Ucrânia, levando a embaixada da Rússia em Portugal a condenar as suas palavras.
26 Julho 2022

O concerto de Pedro Abrunhosa, em Águeda, no início deste mês, continua a gerar polémica, depois de o cantor abordar a guerra na Ucrânia, levando a embaixada da Rússia em Portugal a condenar as suas palavras. “Vladimir Putin, go fuck yourself” foram algumas das palavras que levaram a Embaixada a emitir um comunicado sobre o assunto.


No documento, citado pela “Expresso”, a instituição descreveu estas declarações como “indignas do homem de cultura que, ainda por cima, representa o País”, e avisou o músico de que “os seus gritos vergonhosos se enquadram em mais de que um artigo da legislação penal portuguesa”.

Apesar de Abrunhosa ter recebido apoio por parte de dezenas de personalidades e artistas nos últimos dias, a atriz São José Lapa decidiu comentar o assunto, mas com fortes críticas ao músico.

“A minha voz NÃO é a tua voz, Pedro Abrunhosa. Aliás, tu NUNCA tiveste voz… Nunca! Quanto ao resto, bem podes dizer vitupérios nos teus concertos… Estou-me nas tintas se até as Pussy Riot já se tornaram pornográficas. Força”, escreveu a atriz, numa publicação divulgada na rede social Facebook, este sábado.

Recorde-se que o momento em causa aconteceu no dia 2 de julho, antes de Pedro Abrunhosa cantar o tema ‘Talvez Foder’. Nesta música, o cantor aborda temas como a guerra, a fome e o fascismo.

“Não podemos, nem vamos esquecer, que a Europa vive uma guerra. E a guerra mais estúpida de todas, uma guerra perfeitamente evitável, uma guerra de ódios, uma guerra em que famílias como as nossas todos os dias têm que fugir”, afirmou o cantor na altura.

O músico lembrou que também “há quem não fuja, e numa ilha da Ucrânia um marinheiro respondeu a um apelo de um barco russo dizendo: ‘Barco russo, go fuck yourself’, que é como quem diz ‘russian boat …’, que é como quem diz ‘Vladimir Putin, go fuck yourself'”.

“Este grito hoje tem que se ouvir em Moscovo e em Kyiv”, disse.


ÚLTIMAS

Share This