Sofia precisa de 4 mil euros para operação aos rins

Sofia precisa de uma cirurgia de urgência porque o rim direito está em risco de falhar.
26 Janeiro 2022

Sofia tem sete anos e precisa com urgência de uma operação ao rim direito que está em risco de falhar. A operação tem um preço estimado de quatro mil euros, valor que pode aumentar caso haja complicações com a cirurgia ou pós-operatória. Os pais não têm capacidade financeira para pagar a operação.



Nas redes sociais os responsáveis da escola de dança que Sofia frequenta, Pedro e Helena Machado, pediram ajuda para angariar o dinheiro necessário para a operação e até ao momento conseguiram cerca de dois mil euros. Metade do valor necessário. A operação está marcada para 11 de Fevereiro mas só vai acontecer se os pais conseguirem reunir o dinheiro necessário.

Vera Rodrigues Pires e José Martins, que vivem em Santarém, viram-se obrigados a recorrer ao hospital privado depois de terem andado nos últimos três anos com a filha, Sofia, em médicos por causa de uma infeção urinária provocada por uma bactéria.



Desde os três anos de idade que Sofia se queixa com dores mas como tinha acabado de entrar para a creche os pais não se preocuparam. Quando a menina começou a ter infeções urinárias todos os meses Vera Rodrigues Pires e José Martins levaram a filha ao hospital. Começou por tomar antibióticos para parar a infeção mas não era eficaz. Um ano depois das infeções terem começado Sofia ficou com febre e foi internada no hospital durante dois dias. “A única coisa que faziam no hospital era exames para saber como estava a infeção. Nunca detetaram a origem”, conta Vera Pires a O MIRANTE.

A mãe teve que meter baixa várias vezes porque a filha não conseguia ir para a escola com dores. Em 2021, depois de três anos na mesma situação e sem notarem melhorias na saúde da filha, Vera e José resolveram ir ao hospital particular. Foi lá que lhe detetaram cicatrizes no rim direito que podem levar a que deixe de funcionar. Os pais de Sofia não escondem a angústia e lutam contra o tempo para conseguir o dinheiro que permita a filha fazer a operação num hospital privado. Neste momento, a infeção está controlada e tem que ficar assim para se poder avançar com a operação.



“É triste uma pessoa trabalhar a vida inteira, pagar os seus impostos e no fim temos que recorrer aos hospitais privados se queremos salvar a nossa filha. A Sofia é uma criança feliz com uma alegria de viver enorme”, lamenta Vera Pires acrescentando que sonha com o dia de voltar a ver a filha dançar, algo que Sofia adora fazer.

Vera Pires e José Martins agradecem o apoio da escola de dança da filha e de todas as pessoas que têm ajudado a angariar o dinheiro necessário para que a operação decorra o mais breve possível. “De coração apertado mas cheia de esperança e fé quero agradecer a todos os que se uniram em prol da saúde da nossa filha”, acrescenta.

Para ajudar use o IBAN PT50 0035 0728 0000 8886 8303 0.

ÚLTIMAS

Share This