Trabalhadores da EMEL em greve hoje

Os trabalhadores da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) vão estar esta quinta-feira em greve.
09 Junho 2022

Esta quinta-feira, dia 9 de maio, os trabalhadores da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) vão estar em greve para exigir aumentos salariais.


Depois de a empresa ter acordado uma subida de 25 euros, os trabalhadores fazem greve por aumentos salariais de 90 euros.

Em declarações, o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) indica que os trabalhadores vão concentrar-se às 9h30 no parque do Marquês de Pombal.


Orlando Gonçalves, do CESP, esclareceu à Agência Lusa que esta paralisação acontece porque nem a Câmara de Lisboa nem a administração da EMEL, responderam ao pedido para reunir e discutir uma nova proposta de aumentos dos salários.

“Consideramos que o aumento proposto [de 25 euros] é insuficiente. A EMEL tem capacidade para dar melhores aumentos aos trabalhadores. Este ano vão atingir, em termos de receitas, valores pré-pandemia (2019). A opção tem sido de não valorizar os trabalhadores“, disse.

Num comunicado, enviada à Lusa, fonte da EMEL assegurou que do aumento de 25 euros para todos os trabalhadores, a acordo alcançado com o SITESE prevê também um aumento “em 5% do subsídio de trabalho por turnos dos trabalhadores que fazem trabalho 24 horas”.


“Note-se que a EMEL partiu para estas negociações com os sindicatos com uma proposta de aumento inicial de 15 euros transversal, tendo encerrado as negociações com obtenção do acordo do SITESE para um aumento de 25 euros, nos moldes já expostos. Lamentavelmente, o CESP não subscreveu o acordo“, aponta a empresa.

ÚLTIMAS

Share This