Treinador sugere violar jogadora em grupo: “Só tem de ser maior de idade”

Há alguns dias que o treinador da equipa feminina do Rayo Vallecano vem sendo notícia em Espanha, mas foram revelados agora os áudios em que se ouve a descrição de Carlos Santiso a sugerir uma violação em grupo.
01 Fevereiro 2022

Muitos adeptos do Rayo Vallecano já se tinham oposto à contratação de Carlos Santiso para o comando técnico da equipa de futebol feminino, acusando-o de “chauvinista degenerado”.

<script async src=”https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-8602725424890184″ crossorigin=”anonymous”></script>
<ins class=”adsbygoogle” style=”display: block; text-align: center;” data-ad-layout=”in-article” data-ad-format=”fluid” data-ad-client=”ca-pub-8602725424890184″ data-ad-slot=”2735986811″></ins>
<script>
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Tudo isto após Santiso ter sido apanhado em áudios comprometedores nos quais se ouvia o treinador espanhol a incentivar membros da equipa a violar uma jogadora… “só tem de ser maior de idade”. Áudios que foram revelados pela Cadena SER e que transcrevemos abaixo:

<script async src=”https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-8602725424890184″ crossorigin=”anonymous”></script>
<ins class=”adsbygoogle” style=”display: block; text-align: center;” data-ad-layout=”in-article” data-ad-format=”fluid” data-ad-client=”ca-pub-8602725424890184″ data-ad-slot=”2735986811″></ins>
<script>
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

“Este staff é incrível, mas faltam-nos coisas. Falta-nos, continuo a dizê-lo, fazer como os de Arandina (três jogadores foram acusados de agressão a uma rapariga de 15 anos em 2017). Falta-nos agarrar numa jogadora, mas que seja maior de idade para não entrarmos em sarilhos, e a f**** todos juntas. É isso que une um staff e uma equipa. Veja-se o caso de Arandina, que estiveram quase a subir de divisão. Tenham um bom domingo, rapazes”, pode ouvir-se.

<script async src=”https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js?client=ca-pub-8602725424890184″ crossorigin=”anonymous”></script>
<ins class=”adsbygoogle” style=”display: block; text-align: center;” data-ad-layout=”in-article” data-ad-format=”fluid” data-ad-client=”ca-pub-8602725424890184″ data-ad-slot=”2735986811″></ins>
<script>
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Não é a primeira vez que estes áudios vêm ao de cima, já que foram publicados anteriormente e causaram a demissão de Santiso como treinador dos sub-12, em Madrid, em novembro passado. O assunto voltou a ser motivo de debate depois do seu regresso ao Rayo Feminino, que já dirigiu na temporada passada antes da sua saída no verão, sendo substituído por Quejigo. Por enquanto, não há uma posição oficial sobre este assunto nem do clube, nem da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

ÚLTIMAS

Share This