Ucrânia: Central química sofre fuga de amoníaco.

O governador regional, Dmytro Zhyvytsky, já garantiu que não existe qualquer perigo para a população.
21 Março 2022

As autoridades ucranianas controlaram uma fuga de amoníaco que ocorreu, esta segunda-feira (21 de março), numa central química que foi bombardeada pelas tropas russas.


O incidente ocorreu na região de Sumi, a 350 quilómetros a leste de Kyiv. O governador regional, Dmytro Zhyvytsky, já garantiu que não existe qualquer perigo para a população.

Segundo o Diário do Distrito, Zhyvytsky escreveu na sua conta de Telegram que, por volta das 07h50 locais (05h50 em Lisboa), a fuga foi controlada e que apenas uma pessoa ficou ferida.

“As equipas de emergência estão a trabalhar para dissolver a nuvem de amoníaco. Não há ameaça para a população”, declarou o governador.


O amoníaco é um gás incolor com odor sufocante, solúvel em água, explosivo e tóxico.


A central de Sumikhimprom, em Novoselytsya, na região de Sumi, produz diferentes tipos de fertilizantes químicos, de acordo com o portal da empresa.

ÚLTIMAS

Share This