EMISSÃO ONLINE

Prestação da casa dispara até 300 euros em fevereiro

Famílias com crédito da casa começam a sentir agora maior impacto do aumento das taxas de juro que teve lugar na segunda metade de 2022. No próximo mês, os aumentos poderão chegar perto dos 300 euros. A

A prestação da casa vai voltar a subir em fevereiro, os aumentos podem chegar perto dos 300 euros devido à revisão das condições dos contratos, pelas simulações realizadas pelo jornal online ECO. Efeito da aceleração das taxas Euribor desde o segundo semestre do ano passado.

Na próxima quinta-feira o Banco Central Europeu (BCE) volta a reunir-se para decidir uma nova subida dos juros de referência na Zona Euro, na ordem dos 50 pontos base. Perante esta hipótese, quem tem crédito da casa com taxa variável – em Portugal, mais 90% dos 1,3 milhões de contratos – verá valores bem mais elevados do que na anterior revisão. O Eco dá como exemplo um empréstimo de 150 mil euros a 30 anos, com um spread (margem comercial do banco) de 1%. As simulações mostram que as prestações vão aumentar no próximo mês entre 40 euros e quase 300 euros, consoante o indexante utilizado:

Euribor a 3 meses: a prestação que vai pagar nos próximos três meses irá subir para cerca de 660 euros, mais de 41,65 euros (+7%) em relação à prestação que pagava desde novembro;

Euribor a 6 meses: a prestação que vai pagar nos próximos seis meses irá superar os 700 euros, um aumento de cerca de 161 euros (+30%) em relação à prestação que pagava desde agosto;

Euribor a 12 meses: a prestação que vai pagar nos próximos 12 meses irá subir para 745 euros, quase mais 295 euros (65,5%) em relação à prestação que pagou no último ano.

O impacto da subida das Euribor vai ser maior ou menor consoante o valor do capital que ainda está em dívida.